top of page
  • Foto do escritorSolida Hospitalar

Rizotomia Facetária




O procedimento rizotomia (também chamado de rizotomia de facetas, ou rizotomia por radiofrequência ou radiculotomia) é um procedimento utilizado para tratar de forma minimamente invasiva alguns tipos de dores na coluna, principalmente a lombalgia.


Mas para entendermos como e para que serve a rizotomia, precisamos aprender alguns conceitos básicos sobre coluna vertebral.


A coluna vertebral estende-se da cabeça até a região das nádegas e contém no seu interior a medula espinhal que conecta o cérebro aos braços e pernas.


A coluna vertebral dividide-se em coluna cervical (pescoço), torácica (região do peito) , lombar e pélvica (ou sacral).


Como é feito a Rizotomia?


O procedimento é realizado na sala de cirurgia. O paciente está acordado (ou levemente sedado) e deitado de bruços. A pele é lavada com antissépticos e preparada com anestésico local, e as facetas doentes são perfuradas com uma agulha e o médico é guiado por uma máquina de raios X.


Agulhas para rizotomia tamanho natural . Para sua segurança, as agulhas são estéreis e descartáveis ​​(ou seja, são usadas apenas uma vez e descartadas).


Um eletrodo (um tipo de fio metálico) é inserido na agulha, que é posicionada na faceta articular.


O eletrodo, por sua vez, é conectado a um gerador de radiofrequência (um tipo de onda de energia semelhante à de um forno de micro-ondas).


O médico então aplica essa radiofrequência, que é transmitida ao ramo medial, com o efeito de aliviar a dor na região lombar. O tempo de aplicação desta radiofrequência é de apenas um a dois minutos por faceta.


Indicações


Este método de tratamento é indicado para pacientes que sofrem de dor lombar crônica sem alterações, como:


Ex: Osteoartrite, desidratação ou hérnia de disco Fisioterapia, RPG, anti-inflamatórios tradicionais, analgésicos ou opióides, acupuntura, entre outros.


Também pode ser usado em pacientes que não têm condições clínicas para se submeter a uma cirurgia definitiva, e atua apenas como analgésico temporário.


Procedimento


A agulha de aproximadamente 0,5 mm de espessura é inserida através da pele após anestesia local e guiada até um ponto específico na coluna do paciente.


A frequência é transmitida através da agulha.


As agulhas são inseridas na pele e posicionadas com precisão por meio de um intensificador de imagem nos pontos de saída dos ramos mediais das articulações facetárias.


Não há incisão (corte) neste método.


O sistema de comando e controle é totalmente digital, oferecendo maior precisão e segurança nos diversos tipos de controles, ajustes e leituras.


A tecnologia utilizada no projeto do circuito permite alta eficiência operacional.


A fluoroscopia é usada para localizar os pontos de dor precisos, que consiste em uma câmera de vídeo acoplada a um aparelho de raios X, que permite ao cirurgião veja com precisão o ponto de inserção das agulhas em tempo real, minimizando o risco de lesões e tornando o procedimento mais seguro.


Ao atingir a ponta da agulha, que está em contato com o osso, a radiofrequência é convertida em energia térmica (calor) e desativa o nervo, o que confere sensibilidade dolorosa à região.


O procedimento, quando usado corretamente, apenas inativa o nervo alvo sem afetar os movimentos ou a sensibilidade do paciente.


Durante os procedimentos na coluna lombar, o paciente se deita de barriga para baixo. Na coluna cervical, a posição pode variar dependendo da estrutura alvo.


Recuperação


Durante o procedimento, que dura em média 45 minutos, o paciente conversa com o médico e pode relatar qualquer queixa. Logo após, o paciente recebe alta para casa.


A melhora do paciente (analgesia) geralmente ocorre imediatamente, mas é sentida mais claramente após uma semana do procedimento.


Há casos em que os pacientes são assintomáticos por muito tempo, outros mais curtos, mas geralmente os sintomas desaparecem por cerca de 3-6 meses.


Entre em contato


Se você está precisando de produtos para este tipo de procedimento entre em contato conosco através dos e-mails:


distribuidores@solidahospitalar.com.br

pedidos@solidahospitalar.com.br


Ou ligue diretamente para nossa central:


Telefone: +55 21 3786-2430

Comments


bottom of page